Início Post 1644-cap-30-capitulo-30

1644-cap-30-capitulo-30

Capítulo 30: Uma Reunião Coincidente

Silêncio.

Tudo ao redor estava extremamente silencioso.

Embora Su Le estivesse sorrindo, Wei Chu podia ver o

significado oculto por trás de seu sorriso. Ele rapidamente
calculou a taxa de sucesso de se confessar mentalmente. No
final, ele resolutamente abriu a boca: “Se eu me apaixonasse por
você, o que você faria?”

Su Le olhou para Wei Chu com os olhos bem abertos.

Mesmo que ele estivesse sorrindo para ela, ela não conseguia
entender o que ele estava pensando e o que ele queria dizer
com aquelas palavras, então ela respondeu com sinceridade:
“Eu ficaria muito preocupada. Com um homem tão bom, nem sei
quantas mulheres se apaixonaram por ele.”

Wei Chu entendeu o que as palavras de Su Le sugeriam e

imediatamente disse: “E se eu não tiver interesse em outras
mulheres e as recusar por me incomodarem?”

O tom de voz que ele usou parecia sério, mas a expressão

em seu rosto era totalmente oposta. Ele parecia estar apenas
brincando. Su Le agarrou os brinquedos macios com força e
seus dedos cutucaram a barriga do brinquedo rasgado. “Sênior,
usar sua júnior para uma piada não é legal.”

“Não seja tão má, irmã mais nova,” Wei Chu suspirou

enquanto erguia o canto dos lábios, “Mas se a irmã mais nova
não se importar, então eu posso ser seu namorado.”

 

 

“Não há necessidade de problemas”, Su Le suspirou. “Você
não atende aos meus critérios para ser meu namorado. Além
disso, eu me sentiria pressionada se você fosse meu namorado,
então, obrigada, mas não.”

“Bem, isso é uma pena”, a expressão de Wei Chu não

revelou a decepção que ele sentia em seu coração. Mas ficou
claro a partir disso que Su Le teve uma boa impressão dele,
então isso pode ser considerado uma melhoria. Embora
pequena, foi uma melhoria, no entanto, porque, afinal, isso
significa que ainda havia esperança para ele.

Só depois que Wei Chu viu Su Le entrar no prédio, ele

entrou no carro e saiu da área. Quando chegou em casa, de
repente se lembrou das palavras que aquela colega de
universidade, embora já tivesse esquecido o nome dela, disse
anteriormente à Su Le. Parece que Zhuang Wei queria voltar a
ficar com Su Le. No entanto, ele não teria outra chance. Tendo
perdido a primeira, ele não iria desistir de uma chance tão boa
agora.

Havia também o pai biológico de Su Le. Ele franziu as

sobrancelhas. Wei Chu não estava bem-informado sobre a
situação familiar de Su Le. Ele só sabia que seus pais se
divorciaram há muito tempo e que Su Le cresceu com sua mãe.
Um homem que não tem nenhum senso de responsabilidade
para com sua família… Wei Chu ainda era um pouco tradicional
quando se tratava de casamento, pois ele acreditava que um
homem casado deveria ser responsável. Se um homem casado
não quisesse cuidar de sua esposa, ele poderia ser considerado
um homem?

O casamento é uma responsabilidade. Se alguém não

estivesse disposto a assumir a responsabilidade ou não pudesse
assumi-la, então as duas partes não deveriam ter se casado tão

 

precipitadamente no início e colocado seus nomes juntos no livro
vermelho. Porque, quando eles se separam tão facilmente, eles
só machucam a terceira pessoa no final.

Ligando o computador, ele descobriu que não havia novas

postagens no Weibo de Qi Jiu. O post mais recente foi da noite
passada, onde ela disse que estava indo para algum lugar para
brincar. Mas seu romance teve um novo capítulo postado,
entretanto, então ele abriu o novo capítulo seriamente, leu-o
cuidadosamente em detalhes e sinceramente deixou um
comentário antes de fechar a página do romance na web.

De volta à universidade, quando ainda fazia parte do

Sindicato dos Estudantes, certa vez aproveitou a oportunidade
para dar uma olhada nas informações de Su Le. Su Le tinha
usado o sobrenome de sua mãe para que ele não pudesse
procurar aquele homem irresponsável para Su Le, mesmo que
quisesse. Claro, ele poderia ter contratado um investigador
particular, mas se o fizesse, estaria desrespeitando Su Le. Ele
não estava disposto a fazer isso.

Seu telefone tocou. Wei Chu atendeu a ligação: “Chen Xu,

qual é o problema?”

“Essa empresa quer colaborar com a nossa empresa?” Wei

Chu franziu a testa: “Essa empresa tem diminuído nos últimos
anos. Mais cedo ou mais tarde, eles irião à falência. Não estou
interessado.”

Chen Xu, do outro lado da ligação, sorriu amargamente e

disse: “Lao Dao, você não pode simplesmente conhecê-los? A
patroa desta empresa e minha mãe são amigas. Mesmo
sabendo que não é necessário colaborarmos com eles, você não
pode simplesmente marcar um horário e bater um papo com eles
para que eu cumpra minha missão?”

 

Wei Chu entendia o desamparo entre os relacionamentos

e era amigo de Chen Xu por muitos anos, então ele só pôde
concordar: “Tudo bem, então, você pode combinar o horário.”

“Ok, isso não vai atrasar você em perseguir sua esposa”,

Chen Xu, que havia completado sua missão, estava
imediatamente de bom humor. Mas quando ele pensou na velha
amiga de sua mãe, Chen Xu não podia deixar de massagear sua
cabeça. Ele não sabia se essa mãe dele realmente era uma
mulher assim.

 

Segunda-feira.

Logo depois que Su Le entrou na empresa, ela foi enviada

para JinChu pelo gerente geral com a desculpa de que eles
deveriam trabalhar bem com o parceiro de colaboração
presente. O gerente geral também expressou que, no futuro,
quando ela chegasse, ela deveria ir direto para JinChu.

Su Le teve a ilusão de que ela era um produto com

desconto que incluía a taxa de envio ao ser enviada para JinChu.
Carregando uma pasta, Su Le partiu para JinChu. Quando ela
alcançou a recepcionista, a jovem a cumprimentou com todos os
sorrisos e uma atitude amigável. Su Le de repente sentiu que
não era uma funcionária da BaiSheng, mas de JinChu. Isso
poderia estar certo?

Enquanto ela descia o caminho familiar para o elevador, Su

Le viu o mesmo funcionário, que a levou aos andares superiores
nas últimas duas vezes, bem como um homem e uma mulher
que pareciam ter mais de 50 anos. A mulher estava usando
roupas e acessórios de marca, mas por algum motivo, ela
exalava uma sensação estranha. Além disso, pode-se dizer que

 

seu rosto tinha algum tipo de beleza, mas parecia que ela era
cáustica. O homem ao lado dela era ligeiramente uma ameixa,
mas era possível dizer que ele era um homem bonito em sua
juventude. Olhando para a expressão dele, parecia que ele era
alguém fácil de se conviver, mas Su Le tinha certeza de que esse
homem parecia um tanto familiar para ela, embora ela não
conseguisse se lembrar de onde o tinha visto antes. Su Le
adivinhou que eles eram clientes de JinChu. Olhando para as
portas do elevador que ainda não foram fechadas,

“Senhorita Su”, o funcionário cumprimentou-a

amigavelmente, “Antes, o CEO havia dito que se a Senhorita Su
chegasse, ela deveria ir direto para o escritório do CEO. Nunca
pensei que a Srta. Su chegaria tão cedo.”

Su Le murmurou em sua mente que esse assunto era para

o departamento de planejamento, então por que Wei Chu
também estava participando? Mas, superficialmente, ela sorriu e
agradeceu ao funcionário antes de usar o botão, ela deu mais
alguns olhares extras para o homem com o canto dos olhos.

Quando as portas do elevador se abriram, antes que Su Le

pudesse sair, a mulher ao lado dela abriu caminho para fora. Na
saída, a mulher esbarrou em Su Le. Su Le de repente se lembrou
das multidões nos transportes públicos durante a hora do rush,
onde alguns deles tinham um poder de ataque muito forte. Mas
essas pessoas não são clientes de JinChu? Será que eles não
perderão a fisionomia por causa de um comportamento sem
etiqueta?

Ou essa pessoa considerou tal comportamento correto? Su

Le olhou para o funcionário no elevador, que tinha um sorriso de
desculpas no rosto enquanto encolhia os ombros. Ela não se
importava de ir embora mais tarde, afinal, havia muitas outras
como aquela mulher na sociedade. Mesmo se ela dissesse algo,

 

seria apenas benéfico para aquela mulher, então ela poderia
simplesmente ignorar. Mais cedo ou mais tarde, chegaria o dia
em que aquela mulher sofreria ressentimentos por causa de
suas ações. Só então isso seria uma verdadeira vingança.

Quando Chen Xu viu Su Le, ele sorriu e disse: “Su Le,

você…”

“Xiao Chen, então você está aqui. Onde está seu chefe?”

A voz aguda de uma mulher interrompeu Chen Xu. Isso fez com
que o sorriso de Chen Xu se enrijecesse um pouco.

“Tia Du, o chefe ainda está em reunião. Vocês dois, por

favor, vão para a sala para descansar um pouco”, Chen Xu
conhecia a personalidade dessa mulher e sorriu enquanto os
conduzia para a sala de espera. Su Le pensou por um momento
antes de segui-los porque, no final, ela não sabia como Wei Chu
arranjava as coisas, e se ela de repente fosse ao departamento
de planejamento, não seria bom se ela fosse rejeitada por esse
motivo.

Chen Xu estava sentado na sala de recepção com os três.

Su Le não tinha certeza de quem eram os outros dois, então ela
apenas abaixou a cabeça e permaneceu quieta enquanto bebia
seu chá. Tudo o que ela ouviu foi aquela mulher falando com
Chen Xu sobre como as roupas eram caras em Hong Kong. Su
Le viu o sorriso no rosto de Chen Xu ficar cada vez mais rígido,
e ela não pôde deixar de revelar um sorriso brincalhão.

“Quem pode ser essa senhorita?” O homem que

permaneceu em silêncio repentinamente perguntou e falou para
Su Le: “Você também está trabalhando com o CEO Wei?”

Su Le pousou a xícara de chá e sorriu educadamente: “Olá,

senhor, sou uma funcionária de BaiSheng.”

 

O homem acenou com a cabeça e não falou mais.

“Senhorita, onde você comprou os saltos altos que está

usando agora? Eu vi esta marca à venda há alguns dias”, a
mulher subitamente olhou para Su Le, “Os itens com desconto
já não estão na moda.”

Su Le tossiu secamente ao ouvir as palavras da mulher. O

poder de ataque desta mulher é alto. Se fosse outra pessoa, eles
já teriam ficado com raiva, mas quanto a Su Le, ela estava mais
interessada em como aquele homem, que parecia quieto,
conseguia passar os dias com uma mulher como ela?

_________
Glossário:
Lembrando que as palavras podem ter mais de um significado, estou deixando
aqui o significado consentâneo com a determinada situação da história.

Cáustica: Característica daquilo que expressa sarcasmo: humor cáustico.