Início Post 1648-cap-34-capitulo-34

1648-cap-34-capitulo-34

Capítulo 34: Vamos Tentar (Namoro)
Quando Chen Kai terminou de falar, a expressão de Su Le mudou ligeiramente. Enquanto isso, Wei Chu, que estava sentado ao lado, respondeu, mantendo seu comportamento cavalheiresco: “Obrigado pelo lembrete do CEO Chen. Mas mesmo se você não tivesse me lembrado, eu ainda teria cuidado dela muito bem.”
Su Le olhou para Wei Chu com o canto do olho e pensou: Você não pode seguir a corrente e concordar tão suavemente?
Chen Kai podia ouvir seu descontentamento e sua disposição de proteger Su Le em suas palavras. Chen Kai riu amargamente. Ele não tinha certeza se deveria estar se sentindo aliviado ou envergonhado. Ele tinha medo de que, para Su Le, ele fosse apenas um pai distante e irresponsável, e que ele nem mesmo tivesse o direito de dizer essas palavras. Não é de admirar que Wei Chu tivesse essa atitude ao falar com ele.
Mas ele se sentiu um tanto feliz por Wei Chu o tratar assim, porque pelo menos provou que Wei Chu levava Su Le a sério.
“Niu Niu, todos aqueles anos atrás, eu…” Chen Kai sentiu pesar do fundo do coração. Se ele tivesse ficado com Su Ruan Xiu por todos aqueles anos, sua vida poderia ter sido muito melhor do que a atual. Uma filha de sucesso. Uma esposa virtuosa. Por ele estar tão confuso então, resultou em terminar assim hoje?
Su Le tomou um gole de café. Foi um pouco amargo. Ela sorriu, despreocupada: “Não tenho o direito de julgar as coisas que aconteceram entre você e minha mãe. Infelizmente, você também não tem o direito de procurar minha mãe para falar sobre o passado. Você deve continuar sendo um grande CEO. Minha mãe e eu estamos vivendo muito bem. Por favor, não nos perturbe.”
O lábio de Chen Kai se contraiu. Olhando para sua filha inexpressiva na frente dele, ele não sabia mais o que dizer.
“Ainda tenho algo a fazer esta noite, mas o CEO Chen é bem-vindo para colaborar com a BaiSheng no futuro.” Su Le se levantou e foi até o balcão para pagar.
A expressão de Wei Chu escureceu quando ele olhou para as costas de Su Le. Seu olhar voltou para Chen Kai, que parecia atordoado, e disse: “Sr. Chen, também devo ir agora. Desculpe.”
Sentado sozinho em uma mesa, Chen Kai tirou o cheque amassado. Os ‘cem mil’ no cheque o fizeram estremecer. Ele havia perguntado por Su Le no passado. Ele descobriu que ela havia se formado há pouco mais de um ano, antes de ingressar em uma joint venture*. Mais tarde, porém, um colega plagiou seu trabalho, o que fez Su Le pedir demissão e romper com alguém que era um pequeno acionista da Zhuang Shi. Ela então se juntou a uma empresa de bebidas chamada BaiSheng. Onde Su Le encontraria cem mil dólares para pagar o CEO da JinChu em tão pouco tempo?
[N/t: *Joint Venture: Nos negócios, uma parceria na qual duas ou mais empresas (geralmente de países diferentes) se unem para realizar um grande projeto.]
A personalidade de Niu Niu é semelhante à de sua mãe. Chen Kai suspirou e colocou o cheque de volta no bolso antes de seguir lentamente em direção à saída.
***
Quando o carro chegou ao prédio de Su Le, Wei Chu abriu a porta do carro para ela. Quando Su Le saiu do carro, Wei Chu disse de repente: “Su Le, vamos tentar”.
Su Le parou de se mover. Ela se virou e olhou para Wei Chu, que ainda estava parado ao lado do carro, e ergueu as sobrancelhas, “Tentar?”
Wei Chu acenou com a cabeça. “Tentar, se eu puder ser seu namorado. Estou disposto a ser um namorado de teste e você pode definir a duração do teste.”
“Não deveria haver uma entrevista antes de um teste?” Não havia expressão no rosto de Su Le; era como se ela estivesse falando apenas sobre o tempo.
“Eu ainda preciso dar uma entrevista quando já estou neste estado?” Wei Chu perguntou descaradamente. “Posso dirigir, ganhar dinheiro, trocar os lençóis e varrer o chão. Eu posso cozinhar e ser um anfitrião. Se você me disser para ir para o leste, nunca irei para o oeste. Se você quiser fazer compras, vou acompanhá-la para carregar as malas. Eu sou definitivamente um bom homem que as pessoas escolheriam em uma revista como seu homem ideal número um.”
Su Le estava pasma. Ela nunca tinha pensado que alguém como Wei Chu diria algo assim. Um segundo depois, ela começou a rir e acenou com as mãos: “Venha aqui.”
Depois de dar alguns passos largos, Wei Chu estava bem na frente de Su Le. Su Le tocou seu peito e olhou para cima e para baixo como se o estivesse avaliando, “Hm, corpo forte, os dentes não são ruins e tem uma boa aparência também.”
“Estou procurando um namorado, não um ganhador de dinheiro.” Wei Chu deixou Su Le avaliá-lo pelo tempo que quisesse. Mesmo quando Su Le o atacou verbalmente, ele apenas ficou lá, sem qualquer expressão de raiva em sua expressão facial.
Su Le ficou ligeiramente comovida e de repente riu: “Tudo bem”. Então ela se virou e saiu.
Wei Chu congelou enquanto ponderava o que significava o ‘Tudo Bem’ de Su Le. Quando ele recobrou os sentidos, a figura de Su Le não estava mais à vista. Felizmente, ele pegou o telefone e ligou para um amigo: “Chame os irmãos para uma bebida. Por minha conta.”
Mesmo uma revolução teria um dia em que teria sucesso, e agora ele poderia ser considerado um tanto bem-sucedido. Valia a pena comemorar. Obrigado, meu Deus.
Comparado com a alegria atual de Wei Chu, o humor atual de Su Le era muito complexo. Ela já havia ultrapassado a idade em que seria movida por doces nadas. No começo, ela não pensou muito sobre a bondade e gentileza de Wei Chu ao tratá-la, mas ela não era tão estúpida a ponto de não ter detectado nada. Ela não sabia o que uma pessoa notável como Wei Chu via nela, a quem ela não considerava alguém grande, mas parecia que ele gostava tanto dela que era paciente com ela e a obedecia.
A história da Cinderela terminou quando o príncipe encontrou a Cinderela novamente, então ninguém realmente sabia como era sua vida depois. No coração de uma mulher, Wei Chu poderia ser considerado uma figura semelhante a um príncipe. Su Le não era considerada uma Cinderela e definitivamente não era uma princesa.
Su Le havia hesitado antes e fingiu ser ingênua. Mas ela não era uma mulher que tinha medo de amar ou se arrepender. Acontece que ela preferia escolher um homem com quem pudesse constantemente passar seus dias. Embora alguém como Wei Chu pudesse se encaixar em sua vida ideal, ele também atraía muitas mulheres para ele.
Seus sentimentos ficaram complicados, pois ela sentiu que alguém como ele seria sequestrado por outra mulher, e ela precisaria amarrá-lo e mantê-lo escondido em sua casa. Mas quando soube que Wei Chu estava disposto a passar por um período de experiência, Su Le se decidiu. Mesmo que ela e Wei Chu realmente terminassem no futuro, ela não morreria por causa disso. Além disso, se Wei Chu a amasse de verdade e ela tivesse sentimentos por ele, então ela não seria capaz de se enfrentar no futuro se desperdiçasse essa oportunidade.
Era bom assim. Seria um período de experiência para ela e Wei Chu.
Depois de atualizar um capítulo de seu romance, Su Le não sentiu sono, então ela postou 2.000 palavras extras de seu romance, fazendo com que seus leitores ficassem chocados e se perguntassem se ela havia recebido algum tipo de trauma. Su Le leu os comentários divertidos deixados para ela e riu alto. Depois de verificar a hora, ela descobriu que era quase de manhã, então ela respondeu a alguns comentários antes de desligar o computador e se deitar na cama.
Ela então pegou seu telefone ao lado da cama e viu que havia 3 mensagens de texto não lidas.
[Fui beber com meus amigos hoje à noite e acabei de descobrir que o preço do álcool subiu.] [Percebi que você estava ocupada olhando uma história em quadrinhos chinesa em um pôster. Eu comprei alguns deles, vou dar para você amanhã.] [Você está dormindo? Boa noite ^ – ^]
Todos os três textos foram enviados por Wei Chu. Su Le de repente lembrou que ela não era mais solteira, então ela pensou por um momento antes de responder. [Ok, boa noite. Você também deve se lembrar de descansar cedo.]
Bang! Wei Chu bateu com força uma garrafa na mesa, “Vamos fazer outra rodada!” Quando seu olhar pousou na tela do telefone, ele não conseguiu mais conter o sorriso em seu rosto. “Irmão, você está bem? Você sofreu de algum tipo de trauma?” Cao Yu Dong perguntou preocupado enquanto observava Wei Chu beber álcool como se fosse água. Ele perguntou hesitante: “Sua empresa faliu?”
Wei Chu não falou; em vez disso, foi Chen Xu, que estava sentado ao lado, que chutou Cao Yu Dong: “Você não pode dizer nada de bom? Você está me amaldiçoando para ficar desempregado? Acho que ele está com o coração partido. O chefe deve ter se confessado a Su Le, mas foi rejeitado?”
Chen Liu Zhong começou a acenar com a cabeça ao se lembrar de como era Su Le: “A Srta. Su é o tipo de mulher que não é materialista. Você usou a tática errada?”
“Psh. Se Su Le disser a Lao Da para ir para o leste, Lao Da definitivamente vai ouvi-la. Ele não ousaria jogar dinheiro por aí.” Chen Xu segurou uma garrafa e bebeu um gole antes de estalar os lábios e continuar: “Você não viu como é Lao Da na frente de Su Le, ele se torna realmente… incapaz.”
“Ser incapaz é melhor do que ser solteiro. Deve-se amar sua esposa em vez de se opor a ela”, disse Wei Chu enquanto colocava cuidadosamente o telefone de volta no bolso antes de olhar para as duas pessoas, “Não azarem as coisas”.
“Você não está apenas…” Cao Yu Dong levantou a voz, “Você conseguiu perseguir Su Le?”
Wei Chu sorriu enquanto bebia um pouco de cerveja, “Sim, houve progresso.” Mesmo que ainda estivesse em teste, enquanto ele se agarrasse a essa chance e não a deixasse ir, ele iria de namorado de teste para namorado oficial. O caminho para a revolução é difícil, mas o sucesso alcançado é doce.
“Então, é por isso que você está tão feliz!” Todos os outros desprezaram Wei Chu, pois já podiam imaginar sua posição na família no futuro quando ele se reunisse com Su Le.
“Você precisa entender os sentimentos de alguém quando está no deserto por alguns meses e de repente recebe uma gota d’água”, Chen Xu deu um tapinha no ombro de Cao Yu Dong. Para Lao Da não foi fácil.
No final, uma figura influente da geração, o grande Deus Wei Chu, havia iniciado a jornada do amor. Isso fez os homens ficarem tristes e as mulheres suspirarem.
***
Na manhã seguinte, quando Su Le desceu as escadas, Wei Chu já havia chegado e esperava feliz por ela ao lado de seu carro. Ele estava até carregando o café da manhã nas mãos. Ele era exatamente como um jovem apaixonado.
Su Le não sabia por que, mas os sentimentos complexos que ela havia sentido foram instantaneamente substituídos por felicidade. Ela então pegou o café da manhã das mãos de Wei Chu e o deixou prender o cinto de segurança para ela. Su Le começou a comer, enquanto Wei Chu dirigia sem pressa. Ao redor deles, havia pessoas correndo para o trabalho: aglomerando-se nos ônibus, nos carros ou nas motocicletas. As ruas estavam lotadas de gente e extremamente movimentadas.
Virando a cabeça, Su Le olhou para o homem ao lado dela. Ele não apenas tinha uma boa aparência, mas também tinha um belo sorriso. Com a suave música de piano tocando ao fundo, Su Le de repente sentiu que uma vida assim era muito boa.
Depois de terminar o café da manhã, eles quase chegaram a BaiSheng. Su Le pegou um cheque. Era um cheque de cem mil dólares.
Wei Chu conhecia a personalidade de Su Le, então aceitou o cheque. Claro, ele não perguntou como Su Le conseguiu tanto dinheiro quando ela se formou há apenas cerca de um ano. Wei Chu respeitou a privacidade de Su Le, assim como Su Le o respeitou em sua decisão na colaboração entre BaiSheng e JinChu.
“Chegamos”, Wei Chu parou o carro e retirou o cinto de segurança de Su Le. Ele então beijou Su Le nos lábios levemente e disse: “Mais tarde, você pode ir direto para o departamento de planejamento e almoçaremos juntos.”
Quando Su Le saiu do carro, ela tocou seus lábios quentes. Um momento atrás, Wei Chu a beijou muito levemente, como se uma pena tivesse acabado de roçar seus lábios, mas seu batimento cardíaco começou a acelerar.
Como esperado, a armadilha da beleza pode matar!