Início Post 1722-cap-01-capitulo-01

1722-cap-01-capitulo-01

Tradução para o inglês por MeriKim

Tradução do inglês para o português por Sweet Time Scan
Tradutor: Kuro
Revisora: Fuyu

 

 

Quando abri meus olhos, não achei que isso fosse acontecer.

Uma morte repentina.

Como em uma repetição, fui a uma loja de conveniência tarde
da noite para encher meu estômago faminto e sofri um acidente de
carro.

Era um lugar remoto, e acho que foi um bater e correr, já que
ele não tomou nenhuma ação depois.

Vi um carro que estava se afastando de mim e achei difícil
respirar.

Então, eu tive certeza de que minha vida tinha acabado.

E foi só quando senti vontade de respirar novamente que soube
intuitivamente que uma nova vida se desenrolaria.

Senti um pouco da dor de não poder respirar.

Eu nasci quando era um bebê? Abri os olhos pensando que
queria negar a realidade.

O teto está cheio de teias de aranha.

O que vi, assim que abri meus olhos, foi uma sala surrada que
eu não sabia dizer se era uma prisão ou uma sala.

A velha cama emitia um som fraco toda vez que se movia, e o
quarto estava úmido por causa do fungo.

Cada sopro de poeira branca passava profundamente pelos
pulmões. Por isso o som de estalos era um assunto comum.

Como esperado, era certo que eu nasci de novo.

 

 

Para ser exato, entrei no corpo de outra pessoa. Enfim, onde eu
estou agora não é nos tempos modernos.

Então eu pensei que não importava se o quarto estava gasto.

Eu nasci na Idade Média.

A empregada até me chamou de princesa, com o rosto
enrugado e irritado toda vez que me via.

Ela provavelmente é uma princesa muito jovem. Tenho certeza
de que ela é a princesa mais nova, já que não há criança nascida
depois de mim.

Eu não sei quantas pessoas existem acima, mas na maioria das
vezes, a filha mais nova é amada. Por isso pensei que as coisas
melhorariam em breve.

Não duvidei que, como já vi em tantos romances, seria vista em
breve pelo imperador e me tornaria uma princesa amada.

Mas toda vez que eu me movia, o sangue jorrava da minha boca,
e quando eu tentava mover meu corpo com pressa, sentia que algo
estava terrivelmente errado e minha cabeça começava a girar.

Além disso, é uma montanha sobre uma montanha.

Enquanto eu observava meu corpo ficando mais fraco dia após
dia, a empregada nem se importava comigo. Até a menor expectativa
de que eles chamariam um médico porque eu sou uma princesa foi
abalada.

Mesmo que ela fosse uma princesa, ela não era uma princesa.

Seja uma tosse, uma febre, não havia uma empregada
chamando um médico para comprovar isso, ou alguém vindo ver meu
corpo.

É horrível.

Acabou sendo bem diferente de uma princesa que poderia ser
amada.

 

 

Eu, eu que morri e nasci de novo neste corpo de princesa com
um limite de tempo com o qual ninguém se importava.

Ela tem uma bomba-relógio no corpo e é o tipo de princesa que
nunca seria estranho se morresse.

É claro que o imperador e quem quer que estivesse no palácio
pareciam não saber que eu estava lá. Era óbvio pela princesa
abandonada na sala dos fundos.

E o pior de tudo foi a empregada que eu tinha. Ela nem me
tratava como um ser humano.

A empregada esperava minha morte dia após dia, dizendo que
eu tinha que morrer rapidamente para que ela pudesse fazer algo
novo.

Eles são servos da amada família real, que às vezes os culpam
quando estão errados, mas eu não estava. Segundo ela, ela não me
pertence. Ela não será responsável por nada.

Mesmo que eu fosse da família real, não seria realizado um
funeral se eu morresse. Ninguém saberia onde estou enterrada.

Meus olhos se voltaram para Ravelly. Minha garganta
queimando enquanto eu continuo pensando nela.

Mal movi minha inaudível mão e a estendi para a criada Ravelly.

“Ravelly. Posso tomar um pouco de água?”

Quem quer que fosse, parecia muito irritada quando eu chamei
seu nome e jogou a moldura que estava segurando com tanta força
que fez um estrondo.

“Você é um incômodo. Como assim água? Só não beba.”

“Eu pedi água…”

“Você vai vomitar de qualquer maneira, então você não precisa
comer. A partir de agora, beba água apenas uma vez por dia.”

 

 

Havia uma maldição em sua boca. Uau, olhe para essa cadela
louca. Ela não me deixa beber água.

Eu queria dar um tapa na cara dela como o personagem
principal de um drama, mas eu estava muito fraca.

No passado, eu gritei com Ravelly e depois desmaiei. Então,
bater na cara dela ou gritar, eu não tinha resistência para isso.

Eu olhei para ela com os olhos bem abertos, levantei minha mão
magra e depois abaixei-a novamente. Culpando a porra do corpo.

“Se você fizer algo errado, você irá quebrá-lo.”

Como ela nunca me deu água, a vontade de dar um tapa na cara
dela desapareceu rapidamente.

Decidi não desperdiçar minha energia, porque era óbvio que não
seria capaz de beber água, então eu voltei para essa queimação
novamente. Minha boca secou.

“A garota que tem ficado deitada como uma boneca… Por que
ela se levantou de repente?”

Fui para baixo do cobertor silenciosamente, sem esperar mais
nada, mas, enquanto isso, Ravelly não parava de reclamar.

Essas palavras continuaram me incomodando. O corpo já fraco
costumava ter dores de cabeça com o menor esforço de atenção.
Enquanto eu esperava, a dor veio de pouco a pouco.

Mordi meus lábios com força para suportar a dor espinhosa e a
derramei.

Eu apenas mordi meus lábios por causa de quão fraco o meu
corpo é, mas eu podia sentir o gosto de sangue na minha boca.

Com sorte, quando eu morrer, eu cortarei fora sua boca e
morrerei. Eu só posso fortalecer minha vontade.

Mas com o passar do tempo, eu nem tive vontade de viver.

 

 

A água potável era pesada, era terrível ter comida na boca. Se
comesse algo, não podia digeri-lo.

Eu até senti como se alguém rasgasse meu corpo inteiro com
uma faca todos os dias. Até o vento que soprava pela janela aberta
parecia doloroso.

Sofrer todos os dias sem saber o nome da doença.

A ideia de que seria melhor morrer do que viver com esse corpo
encheu minha mente.

***

E então, um dia.

Tive um sonho estranho quando adormeci irritada com o peso
do cobertor.

Uma árvore grande o suficiente para não saber o seu fim estava
localizada no meio de um campo amplo. E havia um gato sentado em
cima dela, que brilhava intensamente.

O gato bocejou e me menosprezou e gritou atrás de mim.

“Você é o ser humano mais sem disposição. Disposição para
viver. Então eu lhe darei um presente.”

“Um presente……?”

Esse foi o fim.

Assim que perguntei novamente, o mundo estava cheio de
escuridão novamente.

E quando abri os olhos, vi um teto cheio de teias de aranha
diante dos meus olhos, como se para mostrar que a paisagem que
acabara de ver era um sonho.

Mas você disse um presente. Assim que voltei à realidade,
levantei minha mão. No entanto, ainda era difícil levantá-la.

“Você é uma tola, ……”

 

 

Eu sou engraçada. Ficando excitada pela palavra ‘presente’ em
um sonho. Eu devo ser muito ridícula para esperar ansiosamente por
isso.

Eu disse que queria morrer, mas não consegui desistir da
esperança de um sonho vívido por dias, como se eu quisesse viver.

Tive a sensação de que podia melhorar depois de receber um
presente como mágica.

Mas não me senti melhor depois de ter esse sonho. Porque
minha saúde piorou.

Minha saúde piorou e eu me perguntei se alguém me alimentava
com veneno todos os dias. Eu estava com ainda mais dificuldade para
respirar.

A morte veio antes para mim.

Agora eu desisti de abrir os olhos e minha respiração acabou.
Um dia na frente dos meus olhos ansiosos, até que eu ache algo para
fazer.

Minha morte foi suave.

***

Se você tivesse chegado mais cedo, poderia ter sido acolhido.

Imperador.

O pai deste corpo veio me encontrar.

O que você vai fazer vindo agora?

Eu nem sequer levantei e olhei para ele deitada na cama.

Apenas fique com seus olhos abertos, porque você não tem um
corpo que pode se levantar quando quiser.

Um cabelo prateado levemente avermelhado, quase rosado,
com olhos roxos brilhando sobre ele.

 

 

O rosto do imperador que vi pela primeira vez pode ser descrito
com apenas uma palavra, bonito.

No passado, eu ficaria impressionada com a aparência do belo
imperador, que não podia ser visto como um rosto humano, mas agora
não estou impressionada.

Eu apenas me perguntei se meu rosto era assim.

Já que eu nunca vi um espelho, desde que me tornei uma
princesa, me perguntei se era assim.

Mas é isso. A curiosidade logo desapareceu. A curiosidade era
um luxo para mim.

Eu não conseguia vê-lo direito, porque meus olhos continuavam
a ficar brancos.

Fechei meus olhos com força e os abri, olhei para o imperador
com meus olhos turvos.

“O sol do Império, a verdadeira luz que dará a esta terra…”

“Pare”

Enquanto isso, Ravelly, que estava cochilando na cadeira ao
lado dele, notou tardiamente a presença do convidado e rapidamente
se levantou e inclinou a cabeça enquanto cumprimentava o
imperador.

Eu não sabia que a voz de Ravelly era tão educada e alta.

O imperador, que olhou para Ravelly com seus olhos sem brilho,
apontou com o queixo para mim.

“É essa criança?”

Mas, não foi Ravelly quem respondeu isso.

“Sim, Majestade. Esta é a princesa do sol.”

Um homem por trás do imperador.

 

 

Ele parecia com pressa, como se algo fosse acontecer se ele
não respondesse rapidamente.

O homem de cabelos brancos e barba cheia ergueu as mãos
com uma expressão educada e apontou para mim.

Só então percebi que a atmosfera era incomum, e Ravelly que
estava de pé veio até mim correndo e rapidamente levantou meu
corpo.

Graças a isso, é claro, minha vista embaçou e escureceu.

Era como se eu estivesse enjoada.