Início Post 1534-cap-04-capitulo-04

1534-cap-04-capitulo-04

Capítulo 4:

Eu, pessoalmente, não era Rubia, e era cansativo colocar
energia em uma família disfuncional por algum afeto.

“Desculpe.”

“… O quê?”

“Sinto muito. Como tal, por favor, alivie sua raiva. Já que você
gosta de maçãs, por favor, vá comer muitas maçãs*.”

N/t: *Este é um jogo de palavras. A palavra “desculpe” soa igual à palavra
“maçã”. Ela está usando um jogo de palavras para insultar a madrasta e o meio-
irmão. Acho que ela está sendo rebelde porque ela própria não suporta ser
culpada injustamente em vez de buscar justiça para Rubia.

Um silêncio frio caiu sobre a sala.

Isso durou pouco tempo e a madrasta tremia como se tivesse
uma convulsão.

“Você, você…! Agora mesmo…!”

“Você odeia maçãs? Achei que você gostasse de maçãs. Se
você não gosta delas, por favor, não as coma.”

Com minhas palavras, a madrasta ficou ainda mais irritada. Foi
a tal ponto que ela não foi capaz de conter seu temperamento e
me dar um tapa na cara. Claro, esse era exatamente o
desenvolvimento que eu desejava.

Naquela ocasião, o Visconde Sabien deu um passo à frente
como se quisesse apaziguar a raiva da madrasta.

“Rubia, que tipo de jogo de palavras rude é esse?”

Ele me olhou ferozmente.

 

Eu retornei seu olhar apático e respondi.

“Há algo de errado? Maçãs são ótimas para sua saúde. Se você
comer uma por dia, a chance de pegar uma doença grave
diminui. Eu entendi depois de ficar doente. Ter saúde é o
melhor.”

“Você…!”

O Visconde Sabien, que estava prestes a explodir, pensou em
algo e de repente apertou os lábios com força.

A madrasta que esperava que Sabien me repreendesse em vez
dela, olhou para ele com uma expressão estranha.

“… Eu acho que é melhor que você volte para seus aposentos,
mãe.”

“Filho Real?”

A madrasta fez uma careta perplexa.

No entanto, o Visconde Sabien balançou a cabeça gentilmente,
mas com firmeza.

Então, a madrasta se retirou impotente da sala. Afinal, Sabien,
que era o herdeiro do Grão-Ducado, não era alguém com quem
a madrasta ousasse competir.

Depois de me encarar por um longo tempo, ela desapareceu.

Deixada sozinha, pensei em como o Visconde agiu
inesperadamente.

‘Então, ele não é totalmente idiota.’

 

Sabien tinha definitivamente entendido que meu pedido de
desculpas não era um simples jogo de palavras, mas uma
declaração sarcástica sobre a ironia de sua própria conduta.

Decoro e tudo o mais. Foi sarcasmo em sua conduta rude de
amontoar-se no quarto de um membro da família se recuperando
de uma doença bastante grave e repreendê-los.

Vendo como ele recuou sem dizer uma palavra depois de sua
realização, parecia haver uma chance de começar de novo.

‘Tanto faz. Desta vez, vamos dormir de verdade.’

Eu desabei na cama. E imediatamente adormeci.

***

Tive um sonho feliz.

Recordações.

O que quero dizer é que, nesta minha 53ª vida, sonhei em passar
um tempo com meu filho precioso.

Na época, ele, que era apenas um menino, sorriu brilhantemente
para mim. Eu o amo e ele também me amou. Eu parecia feliz em
meus sonhos.

“……”

Quando acordei, descobri que o travesseiro debaixo de mim
estava molhado. Eram lágrimas.

Soltei um suspiro.

“Rue. Pegue isso para mim. ”

 

Fiquei surpresa com minhas próprias palavras
subconscientes. Não havia mais ‘Rue’. Eu tinha procurado por
hábito.

“Já me despedi 53 vezes, mas ainda não consigo me
acostumar.”

Eu sorri amargamente.

Havia algo a que eu nunca poderia me acostumar.

Foi a sensação de perda sentida pela morte e renascimento.

Quando recebi o castigo de reencarnação pela primeira vez,
pensei o contrário. Se eu repetisse o processo de nascimento e
morte, ficaria acostumada a ele.

No entanto, isso não era realidade. Era algo a que ninguém
poderia se acostumar.

“Eu deveria comer alguma coisa.”

Sentindo meu humor caindo, foi o que pensei. Comer era o
melhor nos dias de mau humor.

Eu estava prestes a pedir a alguém que me trouxesse comida,
mas percebi que não havia nem uma única empregada
designada para mim. Foi tudo devido aos esquemas da
madrasta.

E a única empregada que havia sido designada para mim estava
atualmente recebendo sua punição em meu lugar.

Como resultado, não tive escolha a não ser vestir qualquer coisa
e correr para o refeitório.

“Hoje, você sabe…”

 

“Isso é verdade?”

*****